Simões Filho: Comerciante é morto a tiros dentro do próprio mercadinho

Simões Filho: Comerciante é morto a tiros dentro do próprio mercadinho

Comerciante é morto a tiros dentro do próprio mercadinho em Simões Filho

Por Sérgio Ferreira 25/02/2018 - 14:24 hs

A situação da violência é alarmante em uma das cidades mais importantes da Região Metropolitana de Salvador (RMS). Um comerciante foi assassinado a tiros, na noite deste sábado (24/2), enquanto trabalhava em seu mercadinho em Simões Filho.

O crime, que teria sido praticado por dois homens por volta das 19h10, aconteceu na Travessa Japão, no Bairro Luiz Eduardo Magalhães, conhecido popularmente como Barreiro, localizado na região central do município.

A vítima, identificada como Juvenal Lima Oliveira, 49 anos, teria sido baleado enquanto trabalhava em seu estabelecimento comercial. As primeiras hipóteses são de que o comerciante tenha sido morto durante um latrocínio (roubo seguido de morte) após os bandidos tentarem roubar o mercadinho.

De acordo com testemunhas, dois homens invadiram o estabelecimento e anunciaram o assalto. Em um certo momento, Juvenal teria reagido ao crime, chegando inclusive, a entrar em luta corporal com um dos assaltantes, mas a Polícia Civil ainda apura se o comerciante teria realmente reagido ao assalto.

Ainda segundo testemunhas, o comerciante foi atingido por pelo menos cinco disparos de arma de fogo. Populares disseram ao Simões Filho Online que os criminosos fugiram a pé pela Rua Manuel Dias da Silva atirando para o alto com objetivo de dispensar os olhares dos moradores que estavam na rua.

Em nota, a Polícia militar confirmou a informação de que o comerciante foi assaltado por dois elementos armados. Segundo a nota da PM, Juvenal foi atingido por um tiro no tórax.

“Eu estava em casa e ouvir de seis a oito tiros. Um trabalhador, um homem honesto que não tem envolvimento com nada de errado”, informou um vizinho da vítima, que pediu para não ser identificado.

O comerciante chegou a ser socorrido por familiares e amigos ao Hospital Municipal de Simões Filho (HMSF), mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de receber atendimento médico.

Essa é o 15ª assassinato no mês de fevereiro em Simões Filho, e o terceiro caso de homicídio nas últimas 24 horas. A cidade chega a uma marca extremamente negativa e gera revolta na população, que cobra ação por parte dos Governos Estadual e Municipal.

A tentativa de assalto pode ter sido registrada por câmeras de segurança do estabelecimento comercial e as imagens devem ser solicitadas pela Policia Civil.

Juvenal deixa esposa e dois filhos pequenos, um menino de 10 anos e uma menina de 14. A residencia da família fica em cima do próprio mercadinho.

O corpo da vítima será encaminhado ao Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML), na capital baiana. Ainda não há informações sobre horário e local do enterro.

Até a publicação desta matéria, os autores do crime não foram identificados. A Polícia Militar realiza buscas na região e o caso deve ser investigado pela 22ª DT.